10 Dicas simples para se proteger contra Ransomware

By 19 de Janeiro de 2018Sem categoria

O ataque ransomware WannaCry, que derrubou centenas de milhares de computadores em 150 países, marcou o início da onda de ataques ransomware. Com apenas alguns passos, você pode se proteger de qualquer ataque ransomware, incluindo WannaCry.

1 Mantenha as atualizações do sistema operacional e dos aplicativos em dia
Os ataques Malware como o WannaCry muitas vezes se aproveitam das vulnerabilidades do software, que você pode fechar instalando os últimos patches de sistema operacional e de aplicativos, atualizações, e lançamentos de segurança.
• Instale a atualização de segurança do Windows
• Leia a orientação ao cliente da Microsoft®

2 Faça backups regularmente
Backups regulares de imagem completa são a melhor maneira de mitigar ataques ransomware. Você deve fazer backup de arquivos críticos regularmente, de preferência para proteger o armazenamento em nuvem fornecido pelo seu provedor de backup. No entanto, você precisa checar com seu fornecedor se o seu backup em nuvem é protegido contra ataques ransomware.

3 Ative Acronis Active Protection™ no seu backup
O software moderno de backup possui proteção em tempo real contra ransomware incorporada. Tecnologia inovadora que utiliza análises heurísticas comportamentais, que detecta e para o ataque ransomware mesmo quando o seu programa anti-malware não o faz. Acronis Active Protection também restaura automaticamente quaisquer arquivos danificados em um ataque ransomware ao seu estado original.

4 Instale software antivírus e mantenha sua assinatura digital atualizada
O software anti-malware / antivírus fornece uma defesa valiosa contra uma variedade de vírus mal-intencionados. Escolha seu software com cuidado e habilite atualizações automáticas para seu banco de dados de assinatura. No entanto, note que muitas novas variantes de ransomware podem evadir defesas antivírus, por isso, certifique-se de fazer o backup de seus sistemas e usar Acronis Active Protection.

5 Torne as extensões de arquivos visíveis
Seu sistema operacional pode ocultar as extensões dos arquivos (como .pdf para arquivos Adobe®) por padrão. Torne as extensões dos arquivos visíveis para que os provedores malware não consigam camuflar arquivos maliciosos como legítimos. Por exemplo, com as extensões de arquivos visíveis, você facilmente detectaria um arquivo JavaScript (com a extensão .js) tentando se passar por um documento do Microsoft Word (.docx).

6 Tome cuidado com anexos de email
Se você receber algo de uma pessoa que você não conhece, ou alguma coisa que você não está esperando – não abra! Verifique com quem enviou e execute através do seu programa antivírus. Você pode precisar fazer isso até mesmo com emails recebidos de pessoas que você conhece. Mantenha a segurança: não abra anexos de email suspeitos e não clique nos links, especialmente aqueles solicitando o download de um software “para ler este anexo.” Tome cuidado: peça uma confirmação ao remetente do email.

7 Não habilite macros em documentos anexos recebidos via email
Quando você recebe um documento do Word ou uma planilha do Excel por email e ele solicita que você “habilite as macros” – não faça isso! O malware prejudicial se espalha dessa maneira. (por exemplo, Osiris Ransomware). Se o arquivo está infectado e você permite que as macros sejam executadas, você pode inadvertidamente habilitar a instalação do ransomware e a criptografia dos seus dados.

8 Não dê aos usuários do seu computador mais direitos do que você precisa
Se o usuário do seu computador (o login doo seu computador) tiver privilégios de Administrador, isso pode ser desastroso para todos os computadores e dispositivos em sua rede. Também não altere o UAC (User Account Control) no Windows: a camada extra de segurança não vai doer.

9 Use novos recursos de segurança em seus aplicativos de negócios
Aplicativos de software de negócios essenciais, como Microsoft Office® 2016, agora incluem uma opção para “Bloquear a execução de macros nos arquivos do Office da internet.” Isso é útil. Certifique se isto está ativado no seu computador.

10 Evite que os programas sejam iniciados a partir das pastas AppData e LocalAppData
Muitos programas ransomware (por exemplo, Cryptolocker) copiam arquivos para essas pastas e funcionam sem serem detectados, tentando se mesclar como um processo padrão do Windows®. Você pode criar regras específicas dentro da sua instalação do Windows para impedir que arquivos sejam executados a partir destas pastas.

Leave a Reply